Blog ação no corpo

Diferenças entre Cannabis Sativa e Cannabis Indica

6 min de leitura,      14 de novembro de 2019

A cannabis medicinal pode ser utilizada para tratar uma grande variedade de sintomas e doenças. Benefícios, geralmente, associados ao uso são a redução da dor, o aumento do apetite e a melhora na qualidade do sono. No entanto, é importante saber que existem duas variedades principais de plantas medicinais de cannabis e cada uma oferece um conjunto diferente de benefícios. Basicamente, as diferenças entre Cannabis Sativa e Cannabis Indica influenciam diretamente em suas aplicações terapêuticas.

A espécie vegetal Cannabis Sativa L. possui duas subespécies principais, Cannabis indica e Cannabis sativa. Cada uma das variedade da planta tem sua própria gama de efeitos no corpo e na mente, resultando em uma ampla variedade de benefícios medicinais. As cepas Indicas geralmente proporcionam uma sensação de relaxamento profundo do corpo. Enquanto as cepas Sativa tendem a fornecer uma experiência mais enérgica.
As diferenças entre Cannabis Sativa e Cannabis Indica são fundamentalmente em sua composição química, estética fisiológica e aplicação médica.

Papel dos canabinoides

Os produtos químicos ativos responsáveis ​​pelos efeitos medicinais da cannabis são chamados coletivamente de canabinoides. Este grupo inclui, por exemplo, THC, CBD e CBN. Os pesquisadores ainda não determinaram através de robusto material científico o que todos os canabinoides fazem, mas identificaram dois principais – tetrahidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD) -, além de vários compostos menos comuns.
Esses incluem:

THC – O THC é o principal composto psicoativo da cannabis. É responsável pelo estado de euforia associado ao uso de planta, mas também por uma série de efeitos medicinais, como redução de náuseas e vômitos.
CBD – O CBD é capaz de produzir muitos benefícios físicos, como prevenir convulsões e aliviar a enxaqueca.
CBN – O canabinol (CBN) é usado para aliviar os sintomas e efeitos colaterais das condições neurológicas, incluindo epilepsia, convulsões e rigidez muscular incontrolável.
THCA – O ácido tetra-hidrocanabinol (THCA) é semelhante ao THC, mas não causa efeitos psicoativos. Seus benefícios potenciais incluem a redução da inflamação causada por artrite e doenças autoimunes. Também pode ajudar a reduzir sintomas de condições neurológicas como a doença de Parkinson e a ELA.
CBG – Acredita-se que o cannabigerol (CBG) ajude a reduzir a ansiedade e os sintomas de transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno de estresse pós-traumático e depressão.

As diferentes cepas de cannabis contém diferentes combinações de canabinoides. Por este motivo, muitas pessoas relatam efeitos medicinais diferentes ao utilizar cepas diferentes.
O perfil canabinoide da Cannabis Sativa é dominado por altos níveis de THC e níveis baixos ou inexistentes de CBD. Enquanto o perfil químico da Cannabis Indica mostra uma mistura mais equilibrada, com níveis moderados de THC e níveis mais altos de CBD.
Além dos canabinoides, há também uma ampla variedade de terpenoides e flavonoides. Os terpenoides são constituintes da cannabis que fornecem seu odor característico. Já os flavonoides pigmentam a planta.

Cannabis Sativa

Origem – A cannabis sativa é encontrada principalmente em climas quentes e secos, com longos dias de sol. Isso inclui África, América Central, Sudeste Asiático e partes ocidentais da Ásia.

Descrição da planta – As plantas Sativas são altas e finas, com folhas semelhantes a dedos. Elas são plantas altas que levam mais tempo para amadurecer.

Proporção típica de CBD para THC: A sativa geralmente apresenta doses mais baixas de CBD e doses mais altas de THC.

Efeitos comumente associados ao uso:

  • Anti-ansiedade
  • Antidepressivo
  • Trata dor crônica
  • Aumenta a serotonina (um neurotransmissor envolvido na regulação da aprendizagem, humor, sono, ansiedade e apetite)
  • Para uso diurno

Cannabis Indica

Origem – A cannabis Indica é nativa do Afeganistão, Índia, Paquistão e Turquia. As plantas se adaptaram ao clima muitas vezes severo, seco e turbulento das montanhas Hindu Kush.

Descrição da planta – As plantas Indica são curtas e atarracadas, com vegetação espessa e folhas grossas que crescem largas e largas. Eles crescem mais rápido que a Sativa.

Proporção típica de CBD para THC – cepas de Indica geralmente apresentam níveis mais altos de CBD e menos THC.

Efeitos de uso comumente associados:

  • Relaxamento mental aumentado
  • Relaxamento muscular
  • Diminui náusea
  • Diminui a dor aguda
  • Estimula o apetite
  • Aumenta a dopamina (um neurotransmissor que ajuda a controlar os centros de recompensa e prazer do cérebro)
  • Para uso noturno

Cannabis Ruderalis

Há ainda, um terceiro tipo de cannabis, a Cannabis ruderalis. No entanto, não é amplamente utilizada pois geralmente não produz efeitos potentes.

Origem – As plantas Ruderalis se adaptam a ambientes extremos, como Europa Oriental, regiões do Himalaia na Índia, Sibéria e Rússia. Essas plantas crescem rapidamente, o que é ideal para os ambientes frios e com pouca luz solar desses locais.

Descrição da planta – Essas plantas pequenas e espessas que amadurecem rapidamente. Pode-se ir da semente à colheita em pouco mais de um mês.

Proporção típica de CBD para THC – Essa cepa geralmente possui pouco THC e quantidades maiores de CBD, mas pode não ser suficiente para produzir algum efeito medicinal.

Efeitos comumente associados ao uso – Devido à sua baixa potência, a Ruderalis não é usada rotineiramente para fins medicinais.

Gostou do artigo?
Média de votos
Loading...
É paciente?
Nossa missão é ver você bem
CADASTRE-SE
É médico?
Tudo sobre tratamentos com cannabis está aqui para você
CADASTRE-SE