Blog tratamentos

Como os canabinoides podem favorecer o tratamento do autismo?

4 min de leitura,      25 de outubro de 2019

Estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo tenham autismo, sendo 2 milhões delas no Brasil. Em seu Medium, o Dr. Fabrício Pamplona trouxe estudos e informações essenciais para quem deseja entender como os canabinoides podem favorecer o tratamento do autismo. 

Leia na íntegra aqui. 

 

Aumenta em 15% a quantidade de pessoas com autismo

Segundo relatório do Centro de Controle de Doenças (CDC), houve um significativo aumento na porcentagem de crianças com autismo nos Estados Unidos. 

Mais frequente em crianças de etnia branca e quatro vezes mais comum em meninos, o autismo apresentou um crescimento de 15% em relação à pesquisa anterior, realizada há dois anos.

Fatores como idade avançada dos pais (a partir dos 30 anos, sendo que quanto mais velhos, maior o risco), mutações genéticas, doença materna durante a gravidez, nascimento antes da 37ª semana de gestação e nascimento de múltiplos foram citados como agravantes. No entanto, o estudo não conseguiu explicar o motivo das taxas de autismo estarem aumentando nos Estados Unidos.

O professor Walter Zahorodny, da Faculdade de Medicina da Rutgers New Jersey, um dos autores do estudo, afirmou que apesar da influência desses fatores, eles não são suficientes para explicar a alta taxa de prevalência do autismo. Segundo ele, ainda existem riscos ambientais indefinidos que contribuem para esse aumento significativo.

De acordo com o estudo, embora em 85% dos casos os pais já tivessem percebido que seus filhos pudessem ter autismo aos 3 anos, apenas 42% das crianças receberam uma avaliação de seu desenvolvimento nesta idade.

Ainda segundo a CDC, essa defasagem entre a primeira preocupação e a primeira avaliação pode afetar o desenvolvimento dessas crianças.

Tratamento do autismo com cannabis medicinal

Os relatos anedóticos trouxeram diversos casos de sucesso e apresentaram a possibilidade de mais qualidade de vida para os pacientes e suas famílias. No entanto, apresentaram também muitas dúvidas sobre como os canabinoides podem favorecer o tratamento do autismo. 

Hoje, a comunidade científica tenta responder essas questões com pesquisas sobre o tema. Por este motivo, é crescente o número de estudos sendo realizados dentro e fora do Brasil.

A cannabis já é uma realidade no tratamento do autismo e os benefícios relatados incluem redução de crises convulsivas, de comportamentos autolesivos e ansiedade, além de melhoria nas interações sociais e regulação do sono. 

 

O tratamento com cannabis pode ser para você!

Para saber se o tratamento com cannabis é o ideal para a sua condição ou de algum conhecido ou familiar, cadastre-se gratuitamente na plataforma! Consulte um médico prescritor e conte com todo o apoio da Dr Cannabis para ter acesso legal a medicamentos à base de cannabis. Caso já tenha cadastro, encontre um médico prescritor ao acessar o seu perfil.

É um médico e tem interesse na terapêutica canábica?

Há milhares de pessoas em busca de médicos prescritores. Nós também podemos ajudar com informações sobre o tratamento com cannabis medicinal. Junte-se a nós pela qualidade de vida de milhares de pacientes, faça seu cadastro como médico gratuitamente ou acesse o seu perfil.

Gostou do artigo?

Loading...
É paciente?
Nossa missão é ver você bem
CADASTRE-SE
É médico?
Tudo sobre tratamentos com cannabis está aqui para você
CADASTRE-SE