Blog notícias

Após reunião da CDH sobre cannabis medicinal Projeto de Lei é apresentado perante o Senado

reunião da CDH sobre cannabis medicinal contou com a participação da Dr. Cannabis, representada pela CEO, Viviane Sedola

2 min de leitura,      11 de outubro de 2019

Em julho de 2019, Viviane Sedola, CEO e fundadora da Dr. Cannabis, participou da reunião da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa sobre o Uso da Cannabis para Fins Medicinais. Em seu Instagram contou sobre a experiência e suas impressões. Como resultado, menos de 3 meses depois da reunião da CDH sobre cannabis medicinal, foi apresentado o Projeto de Lei nº 5295 de 2019, perante Senado Federal.

View this post on Instagram

Ontem a minha experiência na reunião da CDH sobre o Uso da Cannabis para Fins Medicinais foi algo bastante interessante (deslize para ver os 2 vídeos da minha participação): // notei uma polarização enorme entre os que são a favor e os contrários // percebi que os argumentos contrários ao medicinal estão, em grande parte, embasados no uso social da cannabis e que precisamos separar as pautas // aprendi que há pesquisa científica para provar qualquer um dos lados de qualquer teoria // reforcei a convicção de que os pacientes em alívio são a maior evidência que se pode ter // a senadora @maragabrilli como paciente e congressista tem bastante clareza sobre o tema, logo, é a favor // concluí que a regulação e a legislação são caminhos sem volta, temos agora que participar para que sejam boas e adequadas Fora parlamentares e representantes do Governo, estiveram lá @amamebrasil @familiaapepi @cultivebr @dracarolinanocetti @norbertofischer com depoimentos emocionantes e emocionados. Foto: André Oliveira

A post shared by 𝐕𝐢𝐯𝐢 𝐒𝐞𝐝𝐨𝐥𝐚 (@cannabizwoman) on

De acordo com o projeto – que aborda tanto a cannabis medicinal quanto o cânhamo industrial – a produção, a distribuição, o transporte, a comercialização e a dispensação de cannabis medicinal e de produtos e medicamentos derivados da planta ficariam submetidos ao regime de vigilância sanitária, incluindo programas específicos de monitoramento da cadeia produtiva e do mercado.

A proposição regula, ainda, o cânhamo, levando em consideração, suas inúmeras aplicações industriais, como por exemplo na indústria têxtil, na fabricação de papel, cordas, alimentos (forragem animal, suplementos alimentares), óleos, cosméticos, resinas, materiais de construção, tintas e combustíveis.

Após a reunião da CDH, e a apresentação do Projeto de Lei, o debate sobre a proposta é o próximo passo.

O tratamento com cannabis pode ser para você!

Para saber se o tratamento com cannabis é o ideal para a sua condição ou de algum conhecido ou familiar, cadastre-se gratuitamente na plataforma! Consulte um médico prescritor e conte com todo o apoio da Dr Cannabis para ter acesso legal a medicamentos à base de cannabis. Caso já tenha cadastro, encontre um médico prescritor ao acessar o seu perfil.

É um médico e tem interesse na terapêutica canábica?

Há milhares de pessoas em busca de médicos prescritores. Nós também podemos ajudar com informações sobre o tratamento com cannabis medicinal. Junte-se a nós pela qualidade de vida de milhares de pacientes, faça seu cadastro como médico gratuitamente ou acesse o seu perfil.

Gostou do artigo?

Loading...
É paciente?
Nossa missão é ver você bem
CADASTRE-SE
É médico?
Tudo sobre tratamentos com cannabis está aqui para você
CADASTRE-SE