Logo
Blog  >  Ação no corpo

Seis formas de usar Cannabis; conheça alternativas

minutos de leitura
4 de fevereiro de 2021

Conheça seis formas de usar cannabis medicinal

As propriedades terapêuticas da Cannabis podem ser aproveitadas de diversas maneiras. Porém, em meio a estigma e a falta de informação, muitas pessoas relacionam diretamente a planta ao ato de fumar. Mas isso está mudando. Conheça 6 formas de usar Cannabis e entenda suas aplicações.

Conforme os estudos avançam e seu potencial medicinal é explorado pela ciência e atestado por pacientes, novas formas de consumo vão surgindo para dar conta da demanda plural que nasce da necessidade identificada em casa caso.

Alguns pacientes, principalmente com doenças mais graves, como as degenerativas, por exemplo, tendem a usar a Cannabis de diversas formas simultaneamente: inalando, usando óleo, creme e até mesmo acrescentando a planta na comida e em sucos.

Fizemos uma lista com 6 maneiras de consumo de Cannabis e suas aplicações.

Dá uma olhada.

Óleos e extratos: métodos de uso populares

Os óleos e as tinturas de Cannabis têm se popularizado no Brasil desde que seu uso medicinal foi liberado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), em 2019. Apesar de recente no país, o uso dos azeites já é feito há muitos anos em diversos países do mundo e uma das formas de uso da Cannabis mais comum.

A retirada das substâncias da planta é feita usando CO2, algum tipo de álcool, azeite ou glicerina. O resultado dessa extração é o óleo, que é usado oralmente e sublingual.

Seu fácil manuseio e controle de uso fazem com que esse método seja bastante utilizado no tratamento de diversas doenças e distúrbios.

As tinturas também entram nesta lista. Esse extrato de Cannabis é de fácil administração e possui alta concentração das substâncias contidas na planta que foi usada para extração.

Chá: alternativa para idosos

Quem tem Habeas Corpus em casa para plantar tende a usar a Cannabis de maneira completa e isso inclui fazer chá com as folhas e flores.

A prescrição do chá de Cannabis é antiga na história. Há relatos da indicação do método para pacientes idosos com irritabilidade insônia, boca seca e constipação.

Além disso, é possível fazer um blend com a strain escolhida e outros tipos de plantas, como camomila, chá verde e etc. O segredo, segundo os especialistas, é acrescentar manteiga ou óleo de coco e leite na infusão para que o THC se dissolva e o paciente possa aproveitar melhor seus efeitos terapêuticos.

Vape: para quem não pode esperar

Os vaporizadores têm sido a escolha de muitos pacientes na hora de administrar a Cannabis, principalmente por conta dos seus efeitos rápidos. Nos EUA, onde o uso medicinal da Cannabis está mais avançado em diversos estados, o uso do vape está cada vez mais popular.

O método também é uma alternativa ao fumo, uma vez que não há a queima para a absorção do THC e dos demais canabinoides, protegendo o pulmão.

Há opções de vaporizadores de mesa e também os de mão, chamados vape pens. Discretos, podem ser usados em diverso lugares sem chamar a atenção das pessoas enquanto a estigma da Cannabis passa pelo processo de desconstrução.

Comestíveis: formas de usar Cannabis com sabor

Comer Cannabis é uma das formas de usar Cannabis bastante comum e popular em lugares onde o uso da planta é liberado. O formato de gummys de CBD é um dos principais meios de consumo, mas há também bolos, pirulitos, refrigerantes, chocolates e até água.

Hoje é possível encontrar, inclusive, chefs de cozinha especializados em gastronomia canábica. Uma forma de aproveitar os benefícios da planta com mais sabor e a qualquer hora do dia.

A absorção dos canabinoides no processo de digestão é mais demorada, por isso, pacientes que precisam de efeitos mais imediatos, como os que sofrem com dores crônicas, usam outros métodos.

Tópico: para sentir os efeitos na pele

Os benefícios dos canabinoides também podem ser sentidos na pele. O uso tópico de produtos à base de Cannabis tem se popularizado.

Seus efeitos relaxantes e contra a dor têm sido explorados por pacientes que sofrem com dores musculares, dores nas articulações, doenças de pele. Porém, os cremes também são utilizados para tratar queimaduras, feridas e até mesmo aliviar cólicas menstruais.

O uso tópico também é feito por atletas com lesões.

Supositório: alternativa rápida para usar a Cannabis

Apesar da pouca disponibilidade no mercado, os supositórios de Cannabis existem e tem efeito terapêutico como tudo que é feito com a planta.

O método é uma alternativa para pacientes que têm dificuldade para engolir ou problemas digestivos. Isso inclui crianças, idosos e pacientes debilitados com doenças diversas.

Assim como os supositórios tradicionais, a rápida absorção é uma das vantagens desta forma de usar Cannabis.

O estudo Rectal Absorption of Cannabinoids explica as vantagens do uso retal da planta.

Leia mais

O que é efeito entourage? Saiba mais sobre essa sinergia

Cannabis no combate aos distúrbios do sono; entenda o potencial da planta

Gostou do artigo?

Loading...