Logo
Blog  >  Ação no corpo

Efeitos do CBD: saiba como o canabidiol atua no organismo

minutos de leitura
15 de julho de 2021

Conheça neste texto os efeitos do CBD

Em 1963, o químico búlgaro-israelense Raphael Mechoulam isolou pela primeira vez o CBD (canabidiol) e, em seguida, o THC, apresentanto ao mundo uma nova categoria de substâncias: os canabinoides. Este acontecimento abriu caminho para novos estudos e, então, pesquisadores passaram a se debruçar sobre os efeitos do CBD no organismo.

O CBD modula os receptores do sistema nervoso central, como CB1, CB2, aumentando os níveis de serotonina. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidad de Catanbria, na Espanha, avaliou os efeitos do CBD em modelo de depressão em rato. A conclusão foi de que o CBD exerce efeitos semelhantes aos dos antidepressivos.

Seus efeitos ansiolíticos também são objeto de estudo por parte dos pesquisadores. Um estudo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Campus (USP) ratos Wistar machos, que foram submetidos a um experimento que fazia o uso do CBD para testar a hipótese de que o canabidiol e o WIN 55,212-2 (um produto químico produz efeitos semelhantes aos dos canabinoides) poderiam ativar os receptores TRPV1, facilitando o glutamato (aminoácido mais abundante no sistema nervoso central) neurotransmissor e respostas de ansiedade.

Os resultados apontaram que o WIN 55,212-2 e canabidiol induziram efeitos ansiolíticos em doses mais baixas. Assim, essas substâncias teriam a capacidade de a ansiedade.

Outros efeitos do CBD são o anti-inflamatório e o analgésico, que faz com que a substância seja usada para tratar doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, e também patologias como artrites e dores crônicas.

Uma revisão integrativa da literatura chamada “Uso do extrato de canabidiol para modulação da resposta inflamatória” reuniu artigos científicos disponíveis nas bases de dados virtuais em saúde: PubMed, MEDLINE, e SciELO, publicados entre os anos 2010 a 2021.

Os resultados apontaram que “em diversos estudos clínicos, o uso de compostos à base de CBD se mostra como uma opção farmacológica promissora. Desde o tratamento de doenças autoimunes como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla até o de epilepsia grave em crianças.” A revisão ainda diz que “a ação ligante dos canabinoides têm apresentado uma grande capacidade de amenizar processos inflamatórios, bem como a hipersensibilidade mecânica e as dores”.

Assim, os pesquisadores concluíram que “quando seus compostos são manipulados e isolados de forma adequada, estes demonstram ter a capacidade de modular a resposta inflamatória do organismo. Além disso, podem trazer bloqueio da sensação de dor por meio de suas propriedades analgésicas.”

Além dos efeitos antidepressivos, ansiolíticos, anti-inflamatórios e analgésicos, o CBD também ajuda na regulação do humor, do sono e muito mais.

Conheça outros efeitos do CBD:

Quer saber mais sobre o uso do CBD? Então aqui vai uma dica imperdível: De 03 a 05 de agosto de 2021 acontece o II Congresso de Cannabis Medicinal, o CNABIS 21. Assista ao evento e conheça todas as referências científicas que amparam a utilização da cannabis como ferramenta terapêutica para tratar diversas condições de saúde. 

O CNABIS 21 é um congresso online gratuito que abordará temas relevantes sobre a cannabis e seu potencial medicinal. Inscreva-se gratuitamente aqui

Leia mais

Doenças tratadas com canabidiol; veja lista com 32 patologias

O que é canabidiol e para que serve? Entenda como a substância age

Gostou do artigo?

Loading...