Logo
Blog  >  Ação no corpo

Quais as diferenças entre CBD e THC? Saiba mais sobre os canabinoides

minutos de leitura
5 de agosto de 2021

Você já conhece as diferenças entre CBD e THC? Descubra nesta matéria!

O CBD (canabidiol) e o THC (tetrahidrocanabinol) são os canabinoides presentes na Cannabis Sativa L. mais abundantes e mais estudados até hoje por conta de suas propriedades terapêuticas ao atuarem no Sistema Endocanabinoide. Porém, mesmo sendo compostos da mesma planta, há diferenças entre o CBD e o THC importantes e que podem determinar a eficácia do tratamento com essas substâncias em diferentes patologias e casos.

As propriedades psicoativas foram associadas por muito tempo somente ao THC, por ser o responsável pela famosa “euforia” característica do uso adulto da planta, porém, o CBD também possui psicoatividade, pois atua no sistema nervoso central. Mesmo com essa semelhança, a forma como impactam e os efeitos terapêuticos de cada composto são bastante diferentes.

O Sistema Endocanabinoide é o responsável por “receber” o CBD e o THC e distribuí-los por receptores como CB1 e o CB2, presentes em todo o organismo, além de outros receptores, como aqueles presentes no sistema serotoninérgico, responsável pelo controle de eventos biológicos fundamentais para o desenvolvimento adequado do sistema nervoso. Os canabinoides ajudam a modular funções do corpo como dor, sono, apetite, memória, resposta imunológica, humor, entre outras. Entretanto, cada um à sua maneira.

Conheça mais sobre esses canabinoides e conheça mais sobre as diferenças entre o CBD e o THC.

CBD

O uso de óleos ricos em CBD (canabidiol) se popularizou ao apresentar eficácia terapêutica no tratamento de pacientes com epilepsia refratária. Porém, o canabinoide se mostra promissor também no tratamento de outras doenças e distúrbios, como ansiedade, dores neuropáticas e doenças neurodegenerativas, como a esclerose múltipla, o Parkinson e o Alzheimer.

Isso tudo devido a suas propriedades anticancerígenas, anticonvulsivas, antipsicóticas, antiespasmódicas, imunossupressoras e neuroprotetoras.

Esse fitocanabinoide também se destaca por sua segurança. Estudos apontam que o CBD de forma bem administrada é seguro em humanos e animais.

Seu uso no tratamento de doenças mentais também tem se destacado. Isso porque o canabidiol induz efeitos semelhantes aos antidepressivos.

Conheça agora um pouco mais sobre o principal psicoativo da planta e veja as diferenças entre CBD e THC.

THC

Durante muito tempo, o THC teve a fama de vilão por conta dos seus efeitos psicoativos e por estar relacionado diretamente ao uso adulto, que, ainda, é um tabu na sociedade. Acontece, que esse canabinoide também tem grande potencial terapêutico.

O THC pode tratar dores, vômitos, náuseas entre outros sintomas muito presentes em doenças como o câncer e a AIDS. Inclusive, seu uso tem sido prescrito para atenuar os efeitos adversos da quimioterapia.

O composto também pode tratar anorexia, espasticidade, glaucoma, asma e doenças autoimunes e inflamatórias, além de proporcionar alívio para o estresse e tratar a depressão.

O consumo em altas doses pode surtir efeitos indesejados, como euforia, vertigens, entre outros. Porém esses efeitos são passageiros e não existe na literatura médica de um registro de morte por overdose de Cannabis.

Porém, diante desses efeitos, a substância precisa ser bem administrada e a atual literatura apresenta que é contraindicada para gestantes, lactantes, adolescentes, crianças e pessoas que operam máquinas ou vão dirigir.

Portanto, as diferenças entre CBD e THC estão, principalmente, em suas formas de atuação dentro do Sistema Endocanabinoide e, por consequência, nos seus efeitos no organismo. Lembrando que a sinergia entre todos os compostos tem demonstrado mais eficácia nos tratamentos do que o uso isolado das substâncias.

Leia mais

Efeitos do CBD: saiba como o canabidiol atua no organismo

Overdose de Cannabis: será que isso é possível de acontecer?

Gostou do artigo?

Loading...